CRÔNICAS E DEVANEIOS

Amigos... Em breve, meu novo livro: "CRÔNICAS & DEVANEIOS" - Editado pelo Clube de Autores. Aguardem!


quinta-feira, 6 de setembro de 2012

CRÔNICA & DEVANEIOS!



  


Ergo-me da letargia mórbida em que vivia, vislumbrando no horizonte, novas chances de refazimento de minhas forças. Gloriosa alavanca que me despertou deste pesadelo do qual, pensei, jamais pudesse me libertar.

Saio correndo por vias escuras, que se iluminam quando me vêem passar. Abro os braços, grito de alegria! É o dia... É o dia! Busco expulsar todos os fantasmas que em mim viviam, abrindo espaço para a realidade, cruelmente esquecida em uma gaveta pequena e escura, onde o mofo das lembranças tornara-se o único dono e senhor.

Ali, meus sentimentos mais impuros, haviam feito morada; a escravidão de meus sentidos era cada vez mais forte. Atava-me as mãos atrás de minha cabeça, sem dar-me a menor possibilidade de movimentos. Tolhia-me o âmago mais profundo e a liberdade, tão desejada, parecia-me algo inacessível. Jamais a alcançaria!

Repentinamente, vi-me naquele corpo inerte, quase morto e experimentei o pior dos sentimentos – a auto piedade; olhei-me no espelho e tive medo. Eu não me reconhecia... Meus pés estavam presos como se bolas de ferro os segurassem ao chão. Seria patético, não fora tão dramático!

Mas eu acordei da apatia, da indolência extrema, que quase me anulava. Arrebentei correntes, quebrei tabus, libertei-me dos padrões pré estabelecidos, ditados que são pela ignorância dos poderosos, dos ineficientes. O sagrado não existe para se cultuar e prometer oferendas. Sagrados são os meus sentimentos, a minha vontade de ser. Sagrada é a minha vida!

Chorem os torturadores, os imbecis e os sequestradores de almas cândidas. Que se danem os predadores do pensamento livre, da liberdade de ir e vir. Os vis e imprestáveis laços já não me atam mais. Meu silêncio me liberta. A minha alma deserta recusa-se a aceitar regras que não pode seguir. Alma bandida!



Saio dos outros, para viver em mim! A vida me sorri novamente!

 

*´*☼☼*´*☼☼*´*☼☼*´*


 

6 comentários:

✿ chica disse...

Lindo Milla e a vida nos sorrindo, o que mais queremos? Parabéns por esse lindo blog! beijos,chica

Anne Lieri disse...

Milla,sou a sua segunda seguidora neste novo blog!Quanta honra!Lindo seu texto poetico,imagem propria de quem renasce das cinzas!Perfeito!Bjs e parabens pelo seu blog!

Leninha disse...

Minha querida Milla,

Entrando sem bater, para lhe deixar um terno abraço e o agradecimento por sua visita tão carinhosa.Seu blog está muito lindo, amiga!Parabéns!
Bjssssssss,

Leninha

LUCONI disse...

Milla aqui estou, sem bater,há algum tempo sem te ver, desculpe, mas minha vida deu uma virada de 360 graus, meu Luiz partiu no dia 09 de junho depois de oito meses de muita luta, mas não deu, então hoje ele está do outro lado da ponte, onde um dia me receberá em um grande abraço. Agora menina este teu texto é de se aplaudir de pé, muito especial, aliás como tudo o que faz, beijos Luconi

Evanir disse...

Uma das grandes bênções da vida
é a experiência que os anos vividos nos concebem.
Aniversariar é uma amostra das oportunidades que temos de aprender a contar os nossos dias.
mais uma janela e abre diante dos meus olhos,
mais um espinho foi retirado da flor,
restando somente a beleza de tão bela data.
Com fé, na esperança e no empenho por ser melhor a cada dia.
Seguindo pelos caminhos da verdade e do amor.
Um dia encontrarei o mais belo jardim, o jardim que representará a realização
dos meus maiores sonhos.
Com saudades .
desejo um feliz Domingo
venha curtir meu aniversário.
Beijos na sua Alma,Evanir.
Amiga até que enfim encontrei vc outra vez saudades.

Toninhobira disse...

E sagrada é tua vida e assim definiu tudo perfeitamente e por esta vida tudo fazemos.
Amei seu retorno e fiz uma bela viagem por todas as postagens e saio feliz com seu retorno,pois sei o quanto contribui para a literatura,seja aqui ou lá no RL.
Paz e muita luz Milla.
Meu terno abraço.
Bjo.